Programa de hortas escolares em Foz levará educação ambiental para crianças
11/03/2018 23:21 em Notícias

O prefeito Chico Brasileiro e o vice, Nilton Bobato participaram na manhã da última sexta-feira (9) do lançamento do Programa Plantando e Educando – Hortas Escolares, que levará educação ambiental para os alunos de 35 escolas municipais e 19 CMEIS (Centro Municipal de Educação Infantil) de Foz do Iguaçu. 

A cerimônia aconteceu na Escola Municipal Santa Rita de Cássia, na Vila Pérola, e contou com a participação dos secretários de Agricultura, Thiago Kodama; Educação, Fernando Lima; Meio Ambiente,  Ana Biesek; o assessor da Diretoria de Coordenação da Itaipu, Sérgio de Oliveira, além de diretores das pastas, professores e coordenadores das 54 instituições que receberão as hortas. 

De acordo com o prefeito, além de promover a educação ambiental, o projeto deve contribuir para uma transformação de hábitos que refletirá diretamente na saúde dos moradores. “Nossas práticas diárias com relação à alimentação precisam ser revistas, porque hoje os grandes problemas de saúde advém da alimentação. É preciso reeducar nossas crianças, e este processo se dá dentro escola”, disse Chico. 

Para o chefe do executivo, a cultura de vida saudável será expandida pelos próprios alunos em suas comunidades. “Com essas atitudes acontecendo na escola, estamos criando uma prática saudável, com bons exemplos, e multiplicando esse efeito, criando uma cultura de vida saudável também na casa do aluno, e revertendo diversos problemas de saúde que temos hoje”, reiterou.

Merenda escolar

Os produtos orgânicos, sem uso de agrotóxicos e livres de qualquer contaminação química também serão utilizados na merenda escolar. “Vamos mostrar para as crianças que é possível desenvolver hábitos de alimentação saudável de maneira simples e com aquilo que está acessível no dia a dia”, lembrou o secretário de educação, Fernando Lima.  Todas as escolas municipais e CMEIS continuarão a receber produtos do Banco de Alimentos, que já acontece com vários produtores rurais da região. Eles são cadastrados no sistema e vendem seus produtos frescos para o Banco que repassa a todas as escolas. Os alimentos cultivados nas hortas serão como um complemento daquilo que pode ser utilizado nas refeições diárias.

Pontapé

A Escola Santa Rita de Cássia foi a primeira a receber a horta, em formato mandala, que começou a ser implantada nesta sexta-feira (9). No espaço, serão cultivadas plantas medicinais, ervas aromáticas e temperos, como hortelã, cominho e alecrim. Segundo a diretora, Chadia Shalabi, os 200 alunos da escola aprenderão na teoria e na prática sobre os benefícios dos produtos. “Ficamos muito felizes com essa iniciativa da Prefeitura, porque já tínhamos a ideia de fazer uma horta. A partir de agora vamos desenvolver projetos sobre os benefícios de cada planta, e mostrar que elas podem ser utilizadas na alimentação, como medicamentos e também para produção de produtos artesanais, como sabonetes”, adiantou. A proposta é que duas vezes por semana as turmas se revezem nos cuidados com a horta. 

Cronograma

Cada escola definirá o espaço onde a horta será construída e o tipo de erva, tempero ou hortaliças que serão cultivadas. A Secretaria de Agricultura fará a orientação e a entrega das mudas e sementes. A Secretaria de Segurança, através da Guarda Municipal vai ajudar no desenvolvimento e mão de obra. A equipe de educação ambiental também vai ofertar cursos para a formação continuada aos coordenadores as instituições de ensino, para que viabilizem práticas sustentáveis no ambiente escolar em consonância aos Objetivos do Desenvolvimento sustentável – ODS. A coordenação do projeto vai atender até dois locais por semana, conforme o cronograma de trabalho estabelecido pelas secretarias. 

Fonte:AMN

COMENTÁRIOS