PTI abre inscrições para edital de incubação de empresas
11/05/2018 - 22h09 em Notícias

Transformar uma ideia ou aprimorar um negócio já em andamento em um empreendimento de sucesso é a oportunidade ofertada por três editais abertos nesta quinta-feira (10) pelo Programa de Desenvolvimento de Negócios da Incubadora Santos Dumont, do Parque Tecnológico Itaipu (PTI). Interessados têm até o dia 24 de junho para submeter suas propostas pelas unidades de Foz do Iguaçu, no PTI, na Faculdade União das Américas (Uniamérica), e, na filial de Marechal Cândido Rondon-PR.

Os candidatos devem atender a alguns pré-requisitos previstos no edital do programa como, por exemplo, ser maior de 18 anos e morador de um dos municípios da região Oeste do Paraná. Para participar, basta preencher um formulário com informações referentes ao empreendedor e a proposta, disponível no link: radar.pti.org.br/inscricao. As inscrições são gratuitas.

As propostas que se enquadrarem às condições dos editais poderão participar da etapa de qualificação. Esta etapa contará com encontros presenciais semanais nas respectivas unidades de inscrição até o mês de setembro. Durante esses workshops, a viabilidade dos negócios será analisada por meio de orientações e validações, para depois serem apresentados a direcionamentos e aperfeiçoamentos sobre a gestão e execução dos mesmos. No PTI, os encontros têm início em 30 de junho.

Após essa fase, os empreendedores serão submetidos à avaliação de uma banca composta por investidores e especialistas de mercado, que acontece em outubro. As três melhores propostas de cada edital escolhidas pela banca serão convidadas para a incubação. Em novembro e dezembro, os projetos passam por uma etapa de planejamento, onde é estruturado um plano de negócio visando os próximos cinco anos das empresas, contando com o monitoramento dos analistas da Incubadora durante os três primeiros anos.

De acordo com o analista de negócios da Incubadora, Gideão Matinc Claro, a participação do edital garante não só a estruturação de uma proposta de negócio, mas a aprendizagem de conteúdos que podem ser aplicados em qualquer outro projeto de vida. “Recomendamos o edital aos empreendedores, exigindo apenas a sua disponibilidade e pró-atividade de colocar em prática a sua própria ideia”, destaca.

Fonte: Parque Tecnológico Itaipu

COMENTÁRIOS