Polo astronômico de Foz pode avistar meteoros em um raio de 400 km
15/04/2019 08:43 em Tecnologia

O sistema de monitoramento de meteoros foi instalado no parque depois da parceria firmada com o projeto Exoss Citizen Science, organização colaborativa que trabalha a ciência cidadã, sem fins lucrativos, voltada para o estudo de meteoros.

Inicialmente, o Polo Astronômico do PTI passou por uma fase de testes com a estação de monitoramento, para, em seguida, consolidar a estação e registrar oficialmente o aparecimento dos primeiros fenômenos. De acordo com os técnicos do polo, por meio dos registros da estação de monitoramento, é possível realizar a descoberta de novos radiantes e novas chuvas de meteoros, além de também auxiliar na localização e resgate de meteoritos. Por meio das imagens captadas pela câmera é possível calcular o trajeto dos meteoros que cruzam o horizonte.

Pela estação de monitoramento, o Polo Astronômico consegue registrar fenômenos num raio de até 400 km, tendo como limite de alcance a cidade de Chapecó, em Santa Catarina. Lá também existe uma estação que capta imagens num raio até Foz do Iguaçu, propiciando maior confiabilidade nos dados obtidos em cada captura.

 

Fonte: G Dia

COMENTÁRIOS