Icônico álbum dos Beatles ganhará nova edição e material extra
13/08/2019 15:44 em Cotidiano

Depois de “Sgt. Peppers” (1967) e o “Álbum Branco” (1968), agora chegou a vez de mais um clássico dos Beatles ganhar edição de luxo. Os 50 anos de “Abbey Road” serão celebrados com um relançamento do álbum trazendo uma nova mixagem e, na edição mais completa, dois discos com material extra e mais um Blu-ray com uma mixagem em 5.1 e outros formatos de alta resolução de áudio – haverá também versões em vinil e em CD duplo. Os pacotes, e a versão digital, chegarão ao mercado no dia 27 de setembro.

8 de agosto de 2019

Icônico álbum dos Beatles ganhará nova edição e material extra

Depois de “Sgt. Peppers” (1967) e o “Álbum Branco” (1968), agora chegou a vez de mais um clássico dos Beatles ganhar edição de luxo. Os 50 anos de “Abbey Road” serão celebrados com um relançamento do álbum trazendo uma nova mixagem e, na edição mais completa, dois discos com material extra e mais um Blu-ray com uma mixagem em 5.1 e outros formatos de alta resolução de áudio – haverá também versões em vinil e em CD duplo. Os pacotes, e a versão digital, chegarão ao mercado no dia 27 de setembro.

Mamonas Assassinas: Série sobre a banda tem elenco confirmado

Paul McCartney prepara musical inspirado em filme clássico

Prince: Clássica “Manic Monday” ganha clipe com imagens raras

“Abbey Road”, foi o último álbum gravado pelo quarteto, ainda que tenha saído antes de “Let it Be” que chegou às lojas em 1970, mas trazia registros de 1968. Dele saíram alguns dos maiores clássicos dos Beatles e, por consequência, da música moderna: “Come Together”, “Something”, “Here Comes The Sun” e o medley de várias faixas curtas que formavam a base o lado B do disco em sua versão original em vinil.

O destaque dos discos extras ficam para duas demos de músicas compostas por Paul McCartney para outros artistas. “Come And Get It”, foi gravada pelo Badfinger e a versão de Paul já havia saído oficialmente em “Anthology 3” de 1996. Já a demo de “Goodbye” gravada por Mary Hopkin só era conhecida em gravações piratas.

COMENTÁRIOS